Ebola no Brasil : Sintomas, Tratamento e Cura

Risco de Ebola no Brasil é baixo

O Ebola ou febre hemorrágica Ebola – é uma doença rara e geralmente fatal para seres humanos e primatas como macacos e gorilas. Houve vários surtos de febre Ebola na África. Nunca houve um caso relatado de febre Ebola em pessoas no Brasil.

O risco de o ebola chegar ao Brasil é baixo, mas um sistema de vigilância é mantido em portos e aeroportos para evitar que o vírus passe a circular no país.

O vírus Ebola provoca febre Ebola. O vírus é encontrado na África e nas Filipinas mas, o vírus das Filipinas não causa doença em humanos. O vírus ganhou esse nome porque o primeiro caso descoberto do vírus foi no Rio Ebola na República Democrática do Congo.

O vírus Ebola foi descoberto em 1976 e tem aparecido em surtos esporádicos desde então. De acordo com os Centros para Controle e Prevenção de Doenças, houve 2.265 casos de febre de Ebola em seres humanos em todo o mundo desde 1976. Destes, 1.531 resultaram em morte.

Tipos de vírus Ebola

Existem cinco subtipos de vírus Ebola:

Ebola-Zaire
Ebola-Sudão
Ebola-Costa do Marfim
Ebola-Bundibugyo
Ebola-Reston

Todos estes subtipos são encontrados na África, exceto para o Ebola-Reston, que é encontrado nas Filipinas. O vírus Ebola-Reston também é o único subtipo que não causa doenças em seres humanos, ela afeta apenas animais.

Causas – Como você pode contrair o vírus Ebola?

Você pode contrair o vírus Ebola através do contato direto com os fluidos corporais de um animal infectado ou humano. Estes incluem sangue, saliva, sêmen, vômito, urina ou fezes.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, você também pode adquirir o vírus lidando com um animal selvagem doente ou morto que tenha sido infectado pelo vírus.

Há alguma evidência de que o vírus Ebola pode ser transmitido através do ar a partir de primatas não humanos para primatas não humanos, como de macaco-para-macaco, em instalações de pesquisa. No entanto, não há estudos definitivos que comprovem.

Sintomas do Ebola

Se você está exposto a qualquer uma das formas africanas do vírus Ebola, você vai começar a apresentar sintomas entre 2 a 21 dias após a exposição. O início da doença é rápido. Os sintomas iniciais se assemelham aos de uma infecção comum de gripe e incluem:

febre alta
dor de cabeça
garganta inflamada
dor articular e muscular
fraqueza

Conforme a febre Ebola progride, os sintomas tornam-se mais grave. Sintomas do estágio final de vírus Ebola podem incluir:

vômitos
diarreia
vermelhidão nos olhos
inchaço dos genitais
hemorragia interna e externa (alguns pacientes podem ter sangue saindo de seus olhos, nariz, boca, orelhas, ou reto)
erupção hemorrágica ao longo de todo o corpo

Diagnóstico

Febre Ebola é diagnosticada através de exames de sangue para detectar o vírus Ebola. O exame deve ser feito se você esteve recentemente em uma área onde o vírus é encontrado.

Tratamentos

Não há cura para a febre Ebola. Os únicos tratamentos disponíveis são os destinados a ajudar a aliviar os sintomas. Estes podem incluir:
oxigenoterapia
fluidos intravenosos
transfusões de sangue
medicamentos para tratar choque
medicamentos para a dor

Quando procurar um médico

Procure um médico imediatamente se apresentar sintomas de febre Ebola e tenha viajado recentemente para a África ou ter sido expostos ao vírus Ebola. Quanto mais cedo você receber tratamento, maiores as chances de sobrevivência.

Chances de sobrevivência com o Ebola

Os Institutos Nacionais de Saúde estimam que a febre Ebola é fatal em até 90 por cento de todos os pacientes infectados. O vírus infecta o fígado, destrói o revestimento dos vasos sanguíneos, e provoca problemas de coagulação do sangue e perda de sangue. A morte é geralmente devido a choque hipovolêmico (perda de sangue). Não se sabe por que algumas pessoas sobrevivem a febre Ebola, enquanto outros não.

Prevenção

Você pode reduzir o risco de se infectar com o vírus Ebola, evitando locais onde se encontra, especialmente durante períodos em que há um surto de febre Ebola.

Se você viajar para a África, evite manipular animais silvestres vivos ou mortos. Algumas espécies de animais, além de primatas podem transportar o vírus Ebola. Os subtipos africanos do vírus também têm sido encontrados em antílope florestais e morcegos frugívoros. Além disso, certifique-se sempre de usar roupas especiais de proteção (luvas, máscara e óculos), se você estiver perto de uma pessoa contaminada com a febre Ebola.

Ebola no Brasil 2

Ebola no Brasil 3

Ebola no Brasil 4

Ebola no Brasil 5

Ebola no Brasil 6




Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *