Fotos de Aron Ralston

A história do alpinista Aron Ralston foi transformada  no filme “172 Horas”.

O americano Aron Ralston Lee nasceu em 27 de outubro de 1975 se tornou famoso em 2003 porque foi forçado a amputar o braço inferior direito com um canivete de baixa qualidade, a fim de libertar-se depois de ter seu braço preso por uma pedra.

Aron Ralston era um estudante de engenharia mecânica e francês na Universidade Carnegie Mellon, bem como um membro da Phi Beta Kappa. Ele deixou seu trabalho como engenheiro mecânico com a Intel em 2002 para voltar a subir o Colorado “Fourteeners”, picos de mais de 14.000 pés de altura.

Durante uma viagem para escaladas no Blue John Canyon (perto de Moab, Utah), uma pedra caiu e prendeu seu antebraço direito, esmagando-o. Seis dias depois de tentar levantar e quebrar a pedra, um Ralston desidratado e delirante inclinou seu braço e usando uma lâmina cega de seu canivete, e cortou a parte do braço que estava preso.

Aron Ralston foi localizado mais tarde em uma área remota ao sul do Green River, em Utah.

Depois de ser resgatado, sua mão foi recuperada pelas autoridades do parque e retirada de debaixo da pedra. Ela foi cremada e dada a Aron, que colocu as cinzas sobre a pedra.

Em 21 de julho de 2003, Aron Ralston  apareceu no programa The Late Show de David Letterman.

Em 10 de setembro de 2004, a história de Aron Ralston  foi destaque em uma edição de duas horas de Dateline NBC chamado de Dias Desperados em Blue John Canyon.

Aron Ralston  documentou sua experiência em um livro intitulado Between a Rock and a Hard Place, publicado pela Atria Books em 7 de setembro de 2004.

Em 13 de setembro de 2005, ele fez uma aparição no programa de rádio nacional de Howard Stern para promover seu livro. Durante a entrevista Aron revelou vários detalhes sobre o seu calvário.




Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *