Fotos do Teto da Capela Sistina de Michelangelo

A beleza do Teto da Capela Sistina de Michelangelo

Papa Júlio II foi quem pediu que Michelangelo pintasse o teto da Capela Sistina. Isso porque estava determinado a reconstruir a antiga glória de Roma.

O teto da Capela Sistina tem aproximadamente cerca de 40 metros de comprimento por 13 metros de largura. E Michelangelo pintou mais de 5.000 metros quadrados de afrescos.

Os principais painéis retratam cenas do livro de Gênesis, da Criação, a Queda, o dilúvio de Noé. Adjacente a cada uma dessas cenas, em ambos os lados, tem imensos retratos de profetas e sibilas que predisseram a vinda do Messias. Ao longo no fundo existe imagens dos antepassados de Jesus e histórias da tragédia no antigo Israel. Espalhadas por todo teto existem imagens menores de querubins e ignudi. Ao todo, existem mais de 300 figuras pintadas no teto. As pinturas apresentam uma riqueza de detalhes arquitetônicos e molduras impressionantes.

Teto da Capela Sistina de Michelangelo 1

Michelangelo foi escultor. Ele preferia trabalhar com mármore do que com qualquer outra coisa disponível para criar suas obras de arte. Antes de pintar os afrescos do teto da Capela Sistina, a única pintura feita por ele foi durante seu breve período como estudante na oficina de Ghirlandaio .

Papa Júlio II no entanto, foi convencido de que Michelangelo – e nenhum outro – deveria pintar o teto da Capela. Além disso, o Papa já havia contratado Michelangelo para esculpir 40 figuras enormes para seu túmulo. E como prêmio pela conclusão das esculturas, Michelangelo faria a pintura do teto da Capela Sistina.

Teto da Capela Sistina de Michelangelo 2

Michelangelo iniciou a pintura do teto em 1508 e levou um pouco mais de quatro anos para terminar. Michelangelo iniciou o trabalho lentamente, já que não tinha experiência com afrescos. Michelangelo pintou o teto da Capela em afresco buon, o método mais difícil, e um que apenas verdadeiros mestres conseguem fazer. Além de ter que aprender tudo sobre a técnica sozinho, e cometer erros no início, ele também precisou aprender a técnica rígidas de pintar em perspectiva. As imagens pintadas no teto parecem “corretas” em superfícies curvas, vistas de cerca de 60 metros abaixo.

No entanto, em última análise, não foi culpa de Michelangelo que o teto levou quatro anos para ser pintado. O trabalho sofreu inúmeros reveses, como mofo e tempo úmido que dificultavam a cura do gesso.

Teto da Capela Sistina de Michelangelo 3

Michelangelo merece todo o crédito pela pintura do teto da Capela Sistina. O projeto completo foi dele. Os esboços e desenhos para os afrescos foram todos criados pelas próprias mãos, e Michelangelo executou a grande maioria da pintura sozinho.

Mas, para a conclusão do trabalho ele precisou de muitos assistentes, mesmo alguns para misturar as tintas, subir e descer escadas e preparar o gesso. Ocasionalmente, a pintura de um pedaço do céu foi confiado a um talentoso assistente.

Teto da Capela Sistina de Michelangelo 4 Teto da Capela Sistina de Michelangelo 5 Teto da Capela Sistina de Michelangelo 6 Teto da Capela Sistina de Michelangelo 7 Teto da Capela Sistina de Michelangelo 8




Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *