Mitomania – Resumo

Mitomania quando mentir é mais do que um habito

Mentir compulsivamente, também é chamado de Mitomania, é um sintoma bastante comum de doença mental. Este transtorno apresenta um desafio por sua própria natureza, porque os profissionais de saúde não podem afirmar se o paciente está dizendo a verdade no que diz respeito aos sintomas. Mentirosos compulsivos ou patológicos são muitas vezes tão convincentes que consistentemente passam em testes de polígrafo e convencem-se de que as suas mentiras são a verdade.

A diferença entre mentir de forma habitual e Mitomania é algo dificil de separar, porque nos dois casos as pessoas mentem para não ferir os sentimentos dos outros. O mentiroso patológico , por outro lado, não pode deixar de mentir, mesmo que a mentira cause o mal. É este aspecto que distingue Mitomania como uma forma de doença, em vez de um hábito. Aqueles que regularmente usam a mentira para alcançar os resultados desejados, devem considerar fazer terapia para que exista uma mudança de hábitos.

Terapia como forma de tratamento médico para a mentira patológica é uma opção de tratamento comum para Mitomania, acompanhado por um diagnostico profissional e avaliação para determinar se outras doenças mentais também estão presentes. Há muitos casos em que a mentira é um sintoma de uma doença subjacente, e não a doença em si, como pode ser uma manifestação dos delírios ou psicose que caracteriza uma doença mental grave.

O uso de aconselhamento e terapia para curar mentirosos patológicos requer frequentemente um longo curso de tratamento. As complexas questões envolvidas incluem a auto-estima, sentimentos de inadequação, as questões do início da vida, incluindo abuso físico ou verbal, dependência de drogas e álcool entre outros. Aproximar-se de um paciente com um desafio, em vez de tentar ganhar a sua confiança, geralmente causa mais problemas do que resolve quando se trata de uma pessoa que desenvolveu a mentira como uma defesa ou mecanismo de enfrentamento. Como muitas doenças que só vieram à luz em estágios avançados, paciência, persistência e sessões de psicoterapia regulares irão produzir resultados positivos no tratamento de mentirosos patológicos.




Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *