Paulo Freire – Biografia

Paulo Freire – Pedagogia do Oprimido

O educador Paulo Freire está entre um dos mais influentes pensadores educavionais do final do século 20. Nascido em Recife em 19 de setembro de 1921, Freire morreu de insuficiência cardíaca em São Paulo, em 2 de maio de 1997. Depois de uma breve carreira como advogado, lecionou Português no ensino secundário 1941-1947. Em seguida, ele tornou-se ativo na educação de adultos e formação dos trabalhadores, e foi o primeiro diretor do Departamento de Extensão Cultural da Universidade do Recife (1961-1964).

Freire rapidamente ganhou reconhecimento internacional por suas experiências em alfabetização no Nordeste do Brasil. Após o golpe militar de 1964, ele foi preso pelo novo governo e, eventualmente, forçado a um exílio político que durou quinze anos.

Em 1969 ele foi professor visitante na Universidade de Harvard e, em seguida, mudou-se para Genebra, Suíça, onde assumiu o papel de conselheiro de educação especial para o Congresso Mundial de Igrejas. Paulo Freire então, voltou ao Brasil em 1979.

No Brasil foi-lhe foi oferecido atribuições de professor na Universidade Católica de São Paulo (PUC) e da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

Em 1988, o Partido dos Trabalhadores (PT), que Freire havia ajudado a fundar, venceu as eleições municipais em São Paulo. Ele foi convidado para assumir o cargo de Secretário Municipal de Educação na administração da prefeita Luiza Erundina. Depois de dois anos de trabalho contribuindo para a melhoria da educação em São Paulo, Paulo Freire decidiu que era hora de transferir o seu papel de liderança para uma equipe de colegas e voltar para o ensino em tempo integral e para a escrita. Ele morreu, como ele tinha vivido, envolvidos em trabalho intelectual incessante e inspirados pela luta do povo brasileiro para um governo justo e democrático.




Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *